Lee "Scratch" Perry
Lee "Scratch" Perry

Skol apresenta Lee "Scratch" Perry no Cine Joia

Jurassico, pesquisador musical e DJ brasileiro, é o responsável por abrir a noite

Em agosto, Skol apresenta Lee "Scratch" Perry no Cine Joia com show de abertura do pesquisa musical e Dj Jurassico. Jamaicano nascido em 1936, Lee é um dos nomes mais respeitados e expoentes da cena reggae e dubama na Jamaica e no mundo. Tendo seu trabalho refletido no desenvolvimento e aceitação dos gêneros ao longo das últimas décadas, o músico é, provavelmente, o primeiro "artista-produtor" criativo, na música gravada moderna, ocupando os altos níveis da indústria fonográfica ao lado de pioneiros como George Martin, Phil Spector e Brian Wilson.

A carreira musical de Perry começou no final da década de 1950, com o produtor Clement "Coxsone" Dodd em sua gravadora, a famosa Studio One, em Kingston. Depois de alguns anos de parceria, desacordos entre Perry e Dodd devido a personalidade e conflitos financeiros - um tema recorrente em toda a carreira de Perry - levaram-no a deixar a sociedade com Coxsone e buscar novas oportunidades.

Trabalhando com Joe Gibbs, também produtor jamaicano, Perry continuou sua carreira mas mais uma vez problemas financeiros causaram conflito. Perry associou-se à Gibbs e estreou sua própria label, a Upsetter, em 1968. Seu primeiro single 'People Funny Boy', que era um insulto dirigido a Gibbs, surpreendeu no volume de vendas. É inesquecível o uso inovador do som de um bebê chorando junto à batida que logo seria identificada como "reggae" - o gênero não tinha nome definido naquele momento.

Durante a década de 1970, quando muitas de suas músicas já eram bastante populares na Jamaica e no Reino Unido, Perry fez história também por suas técnicas de produção inovadoras e principalmente por seu caráter excêntrico. Ainda nessa década, o produtor foi um dos responsáveis pela mistura de técnicas que resultaram no dub. Em 1973, Perry construiu um estúdio em seu quintal, o The Black Ark, para ter mais controle sobre suas produções e continuou a produzir músicos notáveis como Bob Marley e Wailers, Junior Byles, The Heptones e Max Romeo. Com seu próprio estúdio à sua disposição, as produções de Perry se tornaram mais prodigas.

Em 1978, o estresse e as influências externas indesejadas começaram a incomodar; tanto Perry quanto o The Black Ark rapidamente começaram a ruir. Eventualmente, o estúdio pegou fogo. Perry constantemente insistiu que ele queimou "a arca negra" em um ataque de raiva, mas também foi dito que o incêndio poderia ter sido um acidente devido a fiação defeituosa. Após o fim do estúdio, no início da década de 1980, Perry passou algum tempo na Inglaterra e nos Estados Unidos, realizando shows e criando músicas com diversos colaboradores. E foi no final dessa década, quando ele começou a trabalhar com os produtores britânicos Adrian Sherwood e Neil Fraser (mais conhecido como Mad Professor), que a carreira de Perry começou a voltar às boas novamente.

Em 2003, Perry ganhou o Grammy de "Melhor Álbum de Reggae" com o álbum 'Jamaican E.T.'. Em 2004, a revista Rolling Stone classificou Perry em sua lista dos 100 maiores artistas de todos os tempos. Mais recentemente, ele se associou a um grupo de músicos suíços e se apresentou sob o nome de Lee Perry e White Belly Rats, além de uma breve visita aos Estados Unidos com o grupo Dub is a Weapon da cidade de Nova York como sua banda de apoio. Atualmente, há dois filmes de longa-metragem feitos sobre sua vida e trabalho: Volker Schaner 'Vision Of Paradise' e 'The Upsetter'.

Jurassico
Pesquisador musical que dedica-se a estudar a cultura musical Jamaicana do século passado, iniciou seus trabalhos a cerca de 12 anos atrás, através do colecionismo de discos originais(hoje é o maior colecionador do Brasil, ao se tratar de música da década de 60), a partir dai seu interesse extrapolou os registros fonográficos, e iniciou profunda pesquisa sobre a cultura Jamaicano em diferentes aspectos, culminando em viagens para a pequena ilha caribenha, além da fundação do projeto Jamboree.

Jamboree foi o nome dado para a festa que durante 8 anos seguidos, levou o que a Jamaica havia de mais rico em forma de música, seja de discos como em shows de artistas antes esquecidos, em seu palco cantaram nomes como Dennis Alcapone, Jackie Bernard(do grupo vocal Kingstonians) e até mesmo King Stitt, um dos primeiros artistas Jamaicanos, tendo iniciado sua carreira na década de 50. Foi na Jamboree que ele realizou o último concerto de sua vida -Stitt faleceu 3 meses após o concerto em 2011.

Com mais de 30 edições, o evento reunia a cada dois meses milhares de aficionados pela música Jamaicana, tamanho sucesso das festas, levou o evento a rodar o mundo, tendo ganhado edições em países como Argentina, Paraguai, Colômbia, Costa Rica, México e Espanha. Hoje, Jurassico continua sua intensa pesquisa e se apresenta esporadicamente em todo Brasil e mundo.

SERVIÇO
Skol apresenta Lee "Scratch" Perry no Cine Joia
Data: quinta, 31 de agosto de 2017
Horário:
Bilheteria - 19h
Abertura da casa - 20h
Show - 22h
Ingressos:
Lote 1 - inteira R$ 100,00 / meia R$ 50,00 
Lote 2 - inteira R$ 120,00 / meia R$ 60,00 
Vendas:
Livepass - http://www.livepass.com.br/event/lee-perry/
Bilheteria do Cine Joia - horários de funcionamento no rodapé

CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA: Evento para maiores de 18 anos.

Skol e Música 
Música é um pilar fundamental para Skol. Hoje a marca patrocina mais de 20 festivais no Brasil, de diferentes portes, além dos grandes festivais internacionais vindos ao país, estando sempre atenta às tendências do mercado. A marca possui conteúdos diversos produzidos sobre o mundo da música, contando com coberturas exclusivas dos principais shows e festas, e um portal dedicado à música. Acesse www.skol.com.br/music


Cartão Elo
Benefícios exclusivos para clientes Cartão Elo:
Menor valor de entrada para cliente Elo no ingresso das festas
Fila preferencial para entrada com acompanhante
Chapelaria gratuita
Caixa para pagamento prioritário cartão Elo
Cartão Elo Grafite:
Entrada VIP +1 acompanhante nas festas. 
Cartão Elo Nanquim: 
Entrada VIP +1 acompanhante nas festas
Drink ou cerveja (cortesia válida também para +1 acompanhante)
Elo é o seu Cartão.

Cine Joia
Praça Carlos Gomes, 82 - Liberdade - São Paulo/SP
www.cinejoia.tv // www.facebook.com/cinejoia // www.instagram.com/cine_joia
Fone: (11) 3101-1305
Cartões de crédito e débito: Elo, Visa, Mastercard, Diners e American Express (não aceitamos cheques)
Horário da bilheteria: segunda-feira a sexta-feira, das 10h às 14h e das 15h às 18h,; durante o final de semana, a bilheteria abre apenas em dia de show, 1h antes da abertura oficial da casa
Capacidade: 992 pessoas 
Chapelaria: R$ 5,00 (gratuita para clientes Elo)
Possui área de fumantes e acesso a deficientes{
Chapelaria: R$ 5,00 - Gratuito para clientes Elo.
Serviço de vallet: R$ 30,00